“Pois o amor de Cristo nos constrange…”

18 de setembro de 2014

Oração ousada e amor ao próximo

Filed under: Amor ao próximo — Marcelo Fernandes @ 21:29

Ontem li uma frase excelente, uma oração simples a ser feita ao se deitar:

Senhor, me trate amanhã como tratei as pessoas hoje.

Quando você coloca a si mesmo contra a parede dessa maneira, o mandamento de amar ao próximo como a si mesmo se torna concreto nos mínimos detalhes, nos convidando a repensar cada segundo, pensamento, olhar, ação ou gesto do nosso dia. Louvado seja Deus, que é misericordioso, e nos ama incondicionalmente, caso contrário dificilmente teríamos mais que um dia de vida. Todavia, devemos sempre lembrar dos Seus padrões para lidar com o nosso próximo.

A paz!

Marcelo Fernandes

16 de julho de 2014

O que Jesus te ensinou?

Filed under: MarceloFernandes — Marcelo Fernandes @ 13:39

Em uma sociedade em que consumo é interpretado como quase sinônimo de qualidade de vida… Em um tempo no qual uma empresa de refrigerantes faz propaganda de sua bebida afirmando que ao abrir uma garrafa dela você está abrindo a felicidade… Em um lugar onde as igrejas fazem suposto evangelismo marcado por testemunhos de pessoas supostamente enriquecidas após terem contribuído financeiramente para elas…

10527696_636546583109082_8643226619942413863_n

1 de junho de 2014

Orando e agindo em tempo de Copa do Mundo

Filed under: MarceloFernandes — Marcelo Fernandes @ 14:29

Finalmente estamos no mês da Copa do Mundo, depois de 64 anos ela volta a ser realizada no Brasil. Mas todos temos acompanhado a desconfiança do nosso povo, bem como a insatisfação com o uso indevido de recursos públicos para a realização dos jogos. O prometido legado da Copa, nas melhorias da infraestrutura das cidades para beneficiar a população após o torneio, não se concretizarão a contento, em um campeonato que custou mais que os três mundiais realizados anteriormente (2002 na Coreia do Sul e Japão, 2006 na Alemanha, 2010 na África do Sul). Os protestos virão, a exemplo de junho do ano passado. Por isso, minha igreja decidiu criar uma campanha de oração pelo país nos próximos dois meses. Foram selecionados quinze temas, e cada membro da igreja um sortearia um deles, se comprometendo a orar por ele. Eis que pego o papel e o tema que sorteado por mim foi a…

2014-06-01 10.52.24

Nada mais apropriado para um professor, não? Vejo que não tenho como fugir desse ministério.

Que tenhamos dias de paz, mas que tenhamos consciência política para lutar pela transformação de nosso país. Busquemos em Deus a sabedoria para agir.

A paz!

Marcelo Fernandes

20 de abril de 2014

Reflexão para a Páscoa

Filed under: Amor ao próximo,MarceloFernandes,Maximas — Marcelo Fernandes @ 13:35

Quando a Igreja de Cristo procura se isentar do mandamento de amar ao próximo alegando que as questões sociais são responsabilidades do Estado, ela se afasta do Senhor e torna-se mero clube religioso. Essa é uma das nossas iniquidades pelas quais Jesus precisou ser crucificado. 

Marcelo Fernandes

6 de março de 2014

Sobre a igreja brasileira

Filed under: Maximas — Marcelo Fernandes @ 23:43

“Não conheço homem neste país cujo nível de santidade o impede de caber na igreja, dando-lhe o direito de menosprezá-la.”

“Só a amargura associada à soberba para nos levar a dizer que não há uma igreja verdadeira no Brasil.”

Antônio Carlos Costa, Pastor da Igreja Presbiteriana da Barra (Rio de Janeiro) e fundador da ONG Rio de Paz

20 de fevereiro de 2014

Decorar ou compreender a Bíblia?

Filed under: Maximas — Marcelo Fernandes @ 11:21

“A letra mata, mas o Espírito vivifica…”

1531723_797255096967928_1965821027_o

6 de fevereiro de 2014

Bandido bom é bandido… amado!

Filed under: Amor ao próximo,MarceloFernandes,Maximas — Marcelo Fernandes @ 22:54

Tenho olhado com preocupação para a nossa sociedade. A escalada da violência é visível, e a confiança no aparato estatal vai de mal a pior. O trabalho da polícia e do judiciário é visto com muita reserva (a começar por mim). Mas pergunto: será que isso nos legitima a tentar “dar um jeito” com as próprias mãos? A recente onda de justiceiros não passa de um “jeitinho brasileiro” para a péssima condição da segurança pública brasileira de maneira geral, e carioca em particular? Talvez sim, mas revela em si um lado obscuro do coração dos nossos cidadãos.

Semana passada um adolescente de 17 anos, com passagem pela polícia, foi espancado, humilhado e preso pela garganta a um poste. A ação foi feita por um grupo de jovens do bairro do Flamengo, zona sul do Rio. Pergunto: quem deu legitimidade para essa ação? Quem os investiu de autoridade? Para quem apoia essa atitude, pergunto: se fosse você preso naquele poste, você continuaria incentivando essas ações? Se você vai começar sua resposta com algo do tipo “Mas eu nunca roubei”, quero que você se pergunte se você nunca levou uma caneta do trabalho, nunca deixou de devolver R$ 0,10 que aquele cobrador de ônibus te deu a mais por engano na hora de dar o troco, se você nunca fez um “gato” na luz. Ladrão é aquele que rouba, independente da situação e do valor. Mas se você já se sente em condições de atirar a primeira pedra pelo fato de que não lembra de ter feito algo parecido (ignorando João 8:1-11), lembro que todos nós pecamos (Romanos 3:23) e nos tornamos réus de todos os mandamentos (Tiago 2:10).

Meu irmão em Cristo, rogo que volte o seu coração para a Palavra do Senhor e peça orientação do Espírito Santo. Compreenda: nós não somos melhores que ninguém. Somos pecadores como qualquer pessoa. Por isso Jesus teve que morrer por nós. Por isso somente Ele tem autoridade para julgar. Não nós. Nenhum de nós.

Se você acha que ler a Bíblia de vez em quando, usar jargões cristãos e ir à igreja te faz melhor que aquele adolescente preso no poste, te exorto a meditar em Mateus 7:15-23. Que frutos você tem dado? Volte o seu coração para Cristo e peça a misericórdia Dele. Você sempre poderá pedir o perdão do Senhor e tentar ser um instrumento de bênçãos para os outros nas mãos Dele. Mas lembre-se: se perdoar aos outros o Pai te perdoará, mas caso contrário… (Mateus 6:14-15).

Por fim: ame a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo (Mateus 22:34-40 e I João 4:7-21, em especial o versículo 20). Não consigo conceber um amor que legitime espancamento, tortura e humilhação. “Bandido bom é bandido morto” não encontra respaldo no coração de Deus. Antes, “bandido bom é bandido amado” por todo cristão que é chamado para servi-lo e tentar levá-lo a ter uma nova vida.

A paz!

Marcelo Fernandes

16 de janeiro de 2014

Quando você vai a uma igreja…

Filed under: Maximas — Marcelo Fernandes @ 23:25

Quando você vai a uma igreja...

… não vá esperando assistir um bom culto. Culto não é como um filme, igreja não é um cinema. Vá para a igreja para prestar culto a Deus. Lembre-se: você é o sujeito ativo, você cultua, não simplesmente assiste.

21 de dezembro de 2013

É Natal

Filed under: MarceloFernandes,Tempo — Marcelo Fernandes @ 12:29

O real significado do Natal não pode ser entendido até que Jesus receba um lugar prioritário em nossos corações e nossas vidas. Quando o mistério da vinda de Cristo a este mundo rompe a escuridão provocada pelo engano do inferno e se revela à alma humana, ela compreende que o Natal não é apenas um feriado, mas sim um dia sagrado. (Jaime Kemp. Devocional para Casais, Ed. Hagnos , 2002, p.364)

Mais um Natal vem chegando…

O que será que isso significa? O que isso significa para você?

Se você está na correria de fim de ano, nos preparativos para uma ceia, na compra dos presentes, quero propor um momento de reflexão sobre o Natal.

Para uma boa quantidade de pessoas, é apenas um feriado. Pessoas que perderam seus entes queridos e agora se entristecem por lembrar deles nessa época, ateus, dentre outros… mas para quem é cristão, existe alguma reflexão a ser feita sobre essa data?

É sempre bom reler alguns textos como os dois primeiros capítulos dos livros de Mateus e Lucas. Mas tal como propôs Jaime Kemp no texto acima, é preciso perceber que o significado do Natal ganha profundidade quanto mais você entrega a sua vida para Cristo. Quanto mais você busca orientação na Palavra e direção do Espírito Santo para entregar a Ele cada um dos seus sonhos, desejos, gostos, traumas, frustrações, hábitos, segredos e pensamentos, mais você aprofunda o seu relacionamento com o Senhor. Por consequência, mais você ganha intimidade com Ele, é transformado por Ele, resplandece a Sua luz e ganha o suave perfume de Cristo. Quanto mais você O busca, mais você pode compreender o significado do Natal. E nunca é demais lembrar que buscar a Deus necessariamente precisa levá-lo a olhar para o seu próximo.

Lembre-se: a importância do Natal não está no dia 25 de dezembro. A data é apenas um feriado, hoje muito mais comercial do que religioso. O significado do Natal é construído no seu cotidiano com Cristo, e a data passa a ser um momento de celebração, reflexão e principalmente adoração.

A paz!

Marcelo Fernandes

20 de dezembro de 2013

Quase um pré-adolescente em Cristo

Filed under: MarceloFernandes — Marcelo Fernandes @ 15:18

No último dia 14, comemorei 10 anos. Dez anos desde minha certidão de nascimento. Na verdade eu já era uma criança de quase um ano e dois meses, mas somente no dia 14/12/2003 ganhei uma certidão de nascimento: meu batismo. Biologicamente, já estava com 19 verões, mas ha apenas um ano tinha nascido novamente, passando da morte para a vida, graças à misericórdia do Senhor, por meio do sangue do Cordeiro.

Nos anos seguintes tive alguns professores, mas quero homenagear um em especial, aquele sacerdote que me batizou, inclusive. Ele me ensinou que agradar a Deus não era exatamente tentar cumprir legalmente os dez mandamentos (eu não conseguiria). Me ensinou que é importante ter normas e leis que organizem as coisas, mas que elas nunca devem se sobrepor ao bem das pessoas, me mostrando na prática que a letra mata, mas o espírito vivifica. Me ensinou a preciosa lição de que sou pecador, e destituído estou da glória de Deus, por isso a misericórdia de Deus é tão grande. Nas suas aulas, sermões e convívio pude perceber que o amor de Cristo nos constrange, pois Ele morreu a nossa morte para que vivêssemos sua vida.

Ao Pastor Neucir Valentim, meu fraterno abraço em Cristo, que o Senhor o abençoe sempre.

Eu, Pastor Neucir e meu pai

Eu, Pastor Neucir e meu pai

Agora que já sou quase um pré-adolescente, com meus onze anos de idade, penso que já é preciso fazer coisas maiores para Aquele que me amou primeiro…

A paz!

Marcelo Fernandes

Próxima Página »

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.