“Pois o amor de Cristo nos constrange…”

18 de abril de 2009

De Cronos a Kairós: da escravidão do tempo dos homens para a liberdade do tempo de Deus

Filed under: MarceloFernandes,Tempo — Marcelo Fernandes @ 17:53

(mensagem enviada originalmente no final de 2008)

Deus tem me ensinado muito esse ano no que se refere ao tempo. Costumamos falar que existem dois tempos: o dos homens e o de Deus. O tempo dos homens é aquele expresso pela palavra grega cronos: o tempo do calendário, do relógio, tempo que costuma nortear a nossa vida. Esse início do século XXI no qual vivemos é o tempo que anda cada vez mais rápido, cuja ferramenta principal, diriam alguns, é a Internet, cada vez mais rápida. Vivemos na Era da informação, que transita em uma velocidade cada vez maior. Eu por exemplo tenho o hábito de trabalhar no computador e conversar com pessoas por e-mail. E quando fico esperando uma resposta por mais de um minuto, as pontas dos dedos começam a transpirar, a impaciência se manifesta. Dois minutos depois estou eu atualizando a página a cada trinta segundos, me perguntando porque a resposta esperada ainda não chegou. Vivemos também o tempo do consumo, da busca por mais dinheiro, e da permanente qualificação profissional: trabalhamos cada vez mais, estudamos cada vez mais, buscamos ter cada vez mais. Se o mercado de trabalho começou a privilegiar os que tinham nível universitário na procura por um bom emprego, o próprio Ensino Superior começou a se render a necessidade de ser mais rápido: nasceram os cursos politécnicos, multiplicam-se os cartazes com os dizeres “Faça a faculdade em dois anos”.

E sentimos os dias passando cada vez mais rápidos, as semanas parecem horas, os anos voam pela janela… e a vida se vai como o vento inesperado: não a vimos chegando, mal podemos dizer quando ela se foi. Só nos resta um mal estar por perceber essas coisas e nos sentirmos impotentes perante isso tudo. Se nossos antepassados eram escravos do calendário, nós somos cada vez mais escravos do relógio.

Esse mal estar, a ansiedade e o medo provocado por essa perspectiva do tempo fugaz é uma das muitas conseqüências do nosso afastamento de Deus. Fomos criados para a eternidade, mas nossos pecados nos trouxeram a morte, e não estamos preparados para esse tempo limitado, finito. O Senhor não nos criou para viver algemados por cronos, mas nossa prisão é conseqüência dos nossos pecados.

E eis que então nos voltamos para a cruz, e Jesus nos liberta dos pecados. Mas nossa mente e nosso coração permanecem pensando sempre na noção cronológica do tempo. Somos imediatistas, temos grande dificuldade de entendermos o tempo de Deus. Esse tempo tão diferente do nosso, expresso pelo vocábulo kairós. É interessante notar como a Bíblia apresenta várias vezes o conselho: espera no Senhor…

Nossa dificuldade de entender esse tempo de Deus é decorrente de nossa pouca intimidade com Ele. E o problema é que, mesmo sem pensar nisso, desejamos que Deus se adapte no nosso tempo, no nosso cronos, para termos um relacionamento com Ele. Gostamos da salvação, gostamos de pedir coisas a Ele, mas pouco O buscamos. E se nos recomendam buscar mais a Deus, costumamos responder como se estivéssemos sendo ofendidos: “Tenho muito o que fazer, tenho a minha própria vida pra viver. Eu trabalho, estudo, tenho família, preciso me divertir também…”. E então lembramos de Deus rapidamente naquelas orações que fazemos ao nos deitar, nas quais dizemos três ou quatro palavras, e terminamos com um amém assustado no dia seguinte, com o despertador tocando. Pensemos na nossa hipocrisia, nossa falta de sinceridade com nós mesmos: dizemos que Jesus é o Senhor, mas se nos recomendam estar mais tempo com Ele, dizemos que não temos tempo, como se Deus fosse um intruso, alguém que entrou na nossa vida sem permissão.

Irmãos, quem quer se libertar desse tempo limitado e descansar no tempo de Deus precisa ter um relacionamento mais íntimo com Ele. E para isso não podemos ter escrúpulos quanto ao tempo que investimos em buscar a face do Senhor. Você por acaso já conheceu alguém e tornou-se íntimo dessa pessoa em um dia? Com certeza não, conhecer e ter real intimidade com alguém demanda tempo. Por que pensamos que com Deus pode ser diferente? Aceitamos a salvação, e no dia seguinte já sabemos de tudo o que agrada a Deus, entendemos como Ele age em nossas vidas e no mundo?

Que possamos investir na nossa própria vida, investindo mais tempo com Deus. Vamos trocar essa vida marcada por um tempo passageiro e ter em Jesus vida em abundância.

 

Que o Senhor nos abençoe!

Marcelo Fernandes

 

“Deste aos meus dias o cumprimento de alguns palmos; à tua presença, o prazo da minha vida é nada. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é pura vaidade. Com efeito, passa o homem como uma sombra; em vão se inquieta; amontoa tesouros e não sabe quem os levará. E eu, Senhor, que espero? Tu és minha esperança”.

Salmo 39:5-7

About these ads

16 Comentários »

  1. Belissimo pensamento…
    Nos faz realmente ir além…

    Comentário por Marya Bárbara Ávila — 3 de junho de 2009 @ 22:56 | Resposta

  2. A REAL RAZÃO EM QUE DEUS DETERMINOU PARA O SER HUMANO….APRENDER A CONTROLAR DENTRO DO CRONOS O KAIROS E NESSE PERIODO SABER O QUAL GRANDE SINIFICADO DE VIVER NÃO PARA SI E SIM PARA DEUS;POIS SE ATENTAMENTE OUVIRMOS A SUA VOZ E OBEDECER SEREMOS BENDITO;POIS ELE (JESUS) JÁ FOI PREPARAR O MEU LUGAR PELO TEMPO QUE ESTOU RESERVANDO DIANTE DA SUA MAGNIFICA PRESENÇA EM RENOVAÇÃO DO HOMEM INTERIOR ( ESPIRITUAL ).“Deste aos meus dias o cumprimento de alguns palmos; à tua presença, o prazo da minha vida é nada. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é pura vaidade. Com efeito, passa o homem como uma sombra; em vão se inquieta; amontoa tesouros e não sabe quem os levará. E eu, Senhor, que espero? Tu és minha esperança”.

    Salmo 39:5-7

    Comentário por djalma moreira dos santos — 28 de dezembro de 2009 @ 10:50 | Resposta

  3. Muito interessante o texto… Eu estava a procura de conhecimentos de Kairós e acabei aqui neste site! Para béns pela reflexão e conhecimento!

    Comentário por ZiroX — 30 de março de 2010 @ 18:46 | Resposta

  4. Louvado seja o nome do Senhor através deste texto que muito ministra aos corações sobre o que foi descrito na Bíblia sagrada em Eclesiastes 3:
    1 ¶ Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
    2 Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
    3 Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
    4 Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
    5 Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
    6 Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
    7 Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
    8 Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
    9 Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?
    10 Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.
    11 ¶ Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.

    Comentário por Simara Conceição — 11 de maio de 2010 @ 05:33 | Resposta

  5. ola muito bom este texto eu estarei orando a Deus pra que ele possa lhe dar bastente espiração para esta sempre deixando estas mensagem asim
    que o Esperito Santo te der muita sabedoria

    Comentário por Pr. JOSÉ ROBERTO — 7 de junho de 2010 @ 20:52 | Resposta

  6. Grande inspiração de Deus ao texto, precisamos acordar…procurar à DEUS enquanto o possamos achar, o mundo tenta nos distrair do nosso único e verdadeiro objetivo :JESUS

    Comentário por Luciana — 20 de julho de 2010 @ 21:58 | Resposta

  7. Eu particularmente adorei seu texto; De alguma forma nos faz acordar e percebe que o tempo de Deus está cada vez mais próximos de nossas vidas e ainda não conseguimos nada. É tudo muito bom, ter um futuro promissor, uma família e amigos maravilhosos, mas o Senhor não requer isso de nós, ele quer nos levar muito além, quer nos fazer sentir aqui no tempo Cronos um terço da metade do que iremos sentir no tempo Kairós. Deus quer almas, isso é o que mais significa, importa. Salvar nossa família, nossos amigos, ser reconhecido pelo poder do Espirito Santo aonde estivermos, essa é nossa missão.

    Comentário por Raffaela Gadita — 11 de outubro de 2010 @ 03:50 | Resposta

  8. O tempo de Deus é perfeito, assim como tudo que Ele faz. Resta a nós esperar com paciência pelas promessas em cronos e finalmente pela grande promessa de estarmos com Ele na eternidade.
    Deus conhece a nossa estrutura e apesar de toda a nossa fraqueza, Ele permanece fiel, nos justificando pela fé e colocando em nós a marca do proprietário fazendo com que tenhamos a certeza que esse corpo corruptível e limitado que temos hoje, será transformado.
    Podemos até estar presos ao sistema do mundo, e ao próprio cronos, mas que cada um saiba onde está verdadeiramente o seu alvo e o seu tesouro, com uma vida em liberdade.

    Comentário por Thays Lorranny — 8 de dezembro de 2010 @ 14:36 | Resposta

  9. Parabenés caro irmão, hj aprendir + um pouco sobre os 2 tempos ,o nosso tempo claro ñ é o de Deus ,e o de Deus é e sempre será p/nós, devemos estar sempre atentos ao q ele nos ensina ,eu já havia lido estes versiculos + hj tbm entendir de maneira diferente acompanhando seu pensamento, na verdade nós ñ devemos viver p/vista + devemos viver p/ fé e fé em CRISTO JESUS O NOSSO SENHOR .

    Comentário por NEIDE — 22 de junho de 2011 @ 01:21 | Resposta

  10. o interessante é que o hibridismo realizado na transição romanica-cristã foi justamente trazer conceitos do cotidiano pagão para a realidade e o entendimento da fé cristã, e isto foi feito tão magistralmente pela igreja católica, que cristianizou o paganismo, inclusive para propria sobrevivencia, após a queda do imperio romano nas maõs dos barbaros. a questão mitologica foi uma delas, o cronnos e o kairós, eram deuses gregos que a igreja transmutou para a realidade da quantidade de tempo e da qualidade deste, o tempo dos homens e o tempo de Deus, o tempo imanente e transcendente. fiquem com Deus….

    Comentário por ricardo peixoto — 11 de julho de 2011 @ 12:45 | Resposta

    • oi Ricardo peixoto, será que daria pra vc me mandar mais coisas sobre esse assunto?? gostei muito do seu comentario…manda para meu emal: sandracrivelatti@hotmail.com

      muito obrigada…
      xxx

      Comentário por sandra — 26 de julho de 2011 @ 04:18 | Resposta

  11. gostaria que voce me explicasse a origem do termo cronnos e kairos, pelo que sei cronnos é um deus grego do tempo e kairós é filho de cronnos ou seja o cristianismo utilizou da mitologia grega para entendermos a questão humana e divina, sábia igreja católica como sempre que através da filosofia e seus hibridismos conseguiu berçar e entender e conservar a civilização ocidental como a conhecemos, através da filosofia chegarmos a compreensão da teodiceia, ou seja, a razão explicando a fé….. fiquem com Deus……

    Comentário por ricardo peixoto — 15 de setembro de 2011 @ 11:52 | Resposta

    • Ricardo, os termos Cronnos e Kairós tem de fato sua origem na mitologia grega. Entretanto, quando as utilizo aqui elas referem-se a concepções de tempo distintas, e não sobre as divindades gregas. Isso ocorre porque nós do Ocidente somos “herdeiros” de uma tradição filosófica grega, que utilizava termos de sua própria mitologia, só que com outros significados. Alguns temem o uso desses termos por pensar que estaríamos “contaminando” o cristianismo com o politeísmo grego antigo, mas considero que não precisamos ter esse receio, uma vez que essas palavras servem para nós como símbolos para entender uma determinada idéia. Ou seja, a palavra tem a função de transmitir às pessoas uma idéia, para tornar a comunicação possível. Podemos por exemplo substituir o termo “cronológico” por “tempo dos homens” e “kairós” por “tempo de Deus”, o importante é que a mensagem seja transmitida e a comunicação seja possível, ok?
      A paz!

      Comentário por Marcelo Fernandes — 15 de setembro de 2011 @ 13:40 | Resposta

  12. muito bom estes comentarios com relação ao tempo, mas tambem acho interessante falar sobre periodos de tempo, “passado, presente e futuro, que diz respeito a nós.

    Comentário por nelson gonçalves — 5 de outubro de 2011 @ 21:24 | Resposta

  13. LIndas e profundas palavras. Estava procurando algo que falasse sobre o tempo de Deus, e encontrei essa pérola. Peço autorização para postar no face esse texto,(com a devida referencia do autor,claro) precisamos compartilhar algo tão engrandecedor e que nos levam a refletir. Obrigada!

    Comentário por Karla — 2 de setembro de 2013 @ 00:56 | Resposta

    • Sem problema Karla, o importante é edificar as pessoas.
      A paz!

      Comentário por Marcelo Fernandes — 5 de setembro de 2013 @ 17:40 | Resposta


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: